oestepopular
 

Novo recorde mundial de produtividade de milho: 640,64 sc/ha

Produtor Estabelece Novo Recorde Mundial com Rendimento de Milho de 616,2 bushels por acre (bpa).

Equipe Mais Soja
Foto: Foto reprodução

O vencedor do recorde de produtividade do milho da safra 2019 é o agricultor David Hula, de Virginia, nos EUA. O agricultor estabeleceu o novo recorde mundial com um impressionante rendimento de 640,64 sc/ha com o híbrido da Pioneer® P1197YHR.

Este é o terceiro ano consecutivo em que um produto Pioneer® obtém o melhor rendimento no concurso NCGA, estabelecendo dois recordes mundiais no processo.

Com seu rendimento de 616,20 bushels por acre (640,64 sc/ha), em uma área de milho irrigado, o agricultor de Charles City, Virgínia, venceu o Concurso Nacional de Rendimento de Milho de 2019 da National Corn Growers Association, mas também estabeleceu seu quarto recorde mundial para a colheita.

Quando questionado "por que continuar competindo? o agricultor responde: "não envelhece", disse Hula à DTN. "A emoção ainda está aí. Sinto que sou um bom administrador da colheita e ainda tenho muitas informações que quero compartilhar. Confie em mim, falhei mais do que a maioria, e é por isso que quero compartilhar o que eu aprendi com os produtores ".

Este ano, o concurso teve 27 vencedores nacionais em nove categorias de produção separadas. Bridget Dowdy, de Valdosta, Geórgia, produziu o segundo maior rendimento com um campo de milho irrigado convencional que atingiu 574,90 sc/ha. Craig Hula, de Charles City, Virgínia, conseguiu o terceiro maior rendimento com um campo irrigado convencional que atingiu 567,44 sc/ha.

Veja a lista completa dos vencedores nacionais e estaduais clicando aqui.

Apesar de muitos desafios na safra de 2019, os rendimentos nacionais dos vencedores do concurso tiveram uma média de mais de 398,19 sc/ha, de acordo com um comunicado de imprensa da NCGA no concurso. Isso está muito longe do rendimento médio nacional do milho, que oscilou em torno de 176,74 sc/ha nos últimos anos.

À medida que a genética melhora, essa disparidade serve como um grito de guerra para a indústria - e sua motivação pessoal, disse Hula. "Qual é o limite teórico dos híbridos de milho hoje em dia? Provavelmente é incompreensível".

Somente quando esse limite for conhecido, os agricultores entenderão completamente quanto potencial de produção resta no campo a cada ano, acrescentou. "Se esse limite for de 800 ou 900 bpa e a média nacional for de apenas 170 bpa, ainda temos um longo caminho a percorrer", observou ele.

Hula parece ter uma afinidade por anos ímpares. Seus recordes mundiais anteriores foram estabelecidos em 2013, 2015 e 2017. Mas não é nenhum mistério para ele porque 2019 foi o vencedor de um ano novamente.

"Ao contrário do resto do país, não tivemos um desastre climático este ano", disse ele sobre sua região no leste da Virgínia. "A primavera não poderia ter sido mais ideal."

Isso foi extremamente influenciador, uma vez que um dos requisitos mais cruciais para o alto rendimento é a emergência, acrescentou ele. "Quando a semeadora sai do campo, já há muita produtividade", disse ele. Ajudado por chuvas abundantes e calor, o campo vencedor de Hula continha 52.000 plantas por acre e emergiu de maneira uniforme e rápida, lembrou.

Ele então iniciou sua rotina rigorosa habitual de amostragem para níveis de nutrientes no solo e realização de amostras semanais de análises foliares. Mesmo em campos que não estavam dentro da área da competição, Hula conta que segue um protocolo semelhante, começando com uma meta de produtividade, análise de fertilidade do solo, amostragem de rotina e aplicações de nutrientes de maneira precisa e no tempo correto.

"Não estamos apenas despejando excesso de fertilizante", disse ele. "Sou orientado pelo retorno do investimento. Darei a uma safra de milho um alimento de luxo, mas apenas se ela responder. Portanto, focamos em como se pode estimular mais a cultura".

Por exemplo, pesquisas e experimentações mostraram à Hula que existe uma janela importante para influenciar a planta no estágio de crescimento da V4, e é nesse momento que as plantas se adaptam a uma aplicação de fertilizante, respondendo positivamente.

Por fim, Hula credita a rede de agricultores inovadores e motivados por impulsionar a indústria e a si próprio em direção a metas de maior rendimento.

"Como as empresas nos dão melhores genética e oportunidades, temos que nos tornar melhores alunos da colheita, para que possamos melhor alimentá-la e obter a resposta", disse ele. "Ter uma rede de produtores e conversar com inovadores é muito importante".

Tradução: Engenheira Agrônoma Andréia Procedi 



Endereço: Avenida Brasil, nº 148, Centro - Palmitos/SC | CEP 89887-000
Telefone: (49) 9 9102-4755
Whatsapp: (49) 9 9933-0022
E-mail: jornaloestepopular@gmail.com